Pinacoteca de SP

3.5.18
Quarta-feira, um dia após o feriado do dia do trabalho (que eu passei trabalhando), resolvi me dar folga. Dessas vantagens que existem quando você é seu próprio chefe. Depois de um ano sendo freela e tendo meus próprios horários, só agora eu estou começando a relaxar e me permitir essas coisas.

Resolvi que era um ótimo dia pra ver uma exposição que estava querendo muito ver e passar o dia com uma grande amiga querida. Almoçamos em um lugar gostoso, vimos a exposição da Hilma af Klint na Pinacoteca de São Paulo e depois fomos pro bar tomar umas cervejas e conversar sobre a vida. 

O museu estava praticamente vazio e usei minha amiga de modelo. Foi um desses dias deliciosos, que são um presente que nos damos de vez em quando, que ficam na memória pra sempre.  










Conhecendo Brasília

31.3.18


Eu não pensei que fosse conhecer Brasília num futuro próximo. Não que eu nunca fosse conhecer, mas nada tinha me chamado atenção para a cidade, até o dia que eu recebi o convite para ir dar aula lá.

Recomendações para ler em 2018

4.2.18


Semana passada eu terminei de ler Me Chame Pelo Seu Nome, e foi o livro que mais mexeu comigo nos últimos tempos! Quem me acompanha no stories do Instagram já sabe que eu passei 3 ou 4 dias obcecada com essa história. Foi o tempo de terminar de ler o livro e sair correndo pro cinema ver o filme... que me decepcionou. Fui com muitas expectativas, eu sei. Apesar de ser um filme lindo, não achei que mereceu a indicação ao Oscar de roteiro adaptado, muitos aspectos importantes da história não ficaram claros no longa-metragem, na minha opinião. No final, é como se tivesse sido um caso de tesão e paixão, e foi muito mais que isso.

Pode vir, 2018!

8.1.18


2017 foi um ano muito louco! Um ano em que eu cuidei mais dos outros do que de mim, que eu mais trabalhei (extrapolando inclusive meus limites) e mudei minha vida completamente ao virar artista independente. Sou muito grata por esse ano que me tornou mais forte, mais confiante e também mais calejada.

Depois de tudo que eu passei, entre inseguranças, a grande surpresa que foi o retorno positivo do #100daysproject que fiz na minha conta do Instagram e os problemas familiares, eu só tenho a agradecer por 2017 ter acabado, assim posso virar a página e fazer de 2018 um ano de mais conquistas!

Não diferente dos outros anos, tenho muitos projetos! Muitas coisas que eu quero fazer, aprender e executar! Então, hoje eu resolvi sentar e pensar em alguns objetivos profissionais dessa vida louca de freela para esse ano e compartilhar com vocês. :)