O que desejo para 2016 em 6 fotos

18.12.15
Ao contrário do que a maioria fala de 2015, ele foi bom pra mim. Conheci muita gente interessante, mudei de emprego e de casa, consegui fazer coisas legais que nem tinha planejado, como ir em uma cachoeira, e coisas que queria muito, como juntar dinheiro e ter minhas plantas. Também aos poucos vou voltando a correr, e a sensação é muito boa.

Mesmo com um ano bom, senti falta de ter tempo pra fazer coisas que realmente gosto, como ler, tricotar e ter regularidade na minha prática de corrida e yoga. Na verdade, os últimos quatro anos foram tão intensos que a intenção agora é... desacelerar. Sempre trabalhei muito, mas no próximo ano quero trabalhar menos, se for necessário, pra focar em outras coisas.

Sendo assim, reuni minhas resoluções para o ano que vem em 6 tópicos:



1. aprender cada vez mais com as plantinhas e cuidar de todas com carinho
2. viajar mais, mesmo que pequenas distâncias
3. priorizar atividade física: esse ano a meta é fazer 20k por semana
4. tirar do papel todos os projetos de tricô e crochê... almofadas, colchas, blusas, amigurumis....
5. participar de  mais feiras de arte
6. usar mais produtos cruelty free/ de base vegetal e ter um consumo mais consciente em todos os aspectos da vida: na comida, na roupa, nos produtos de beleza, etc...

Enfim, quero um 2016 com mais música, mais amigos, mais leveza e mais prazer. E vocês, o que querem pra 2016?

♬ TOP 10 músicas da minha vida ♬

2.12.15
Então eu fiz uma playlist das 10 músicas que eu mais amo na vida.

Sim, escuto elas sempre. Com olhos fechados, imaginando o vento batendo no rosto, com a cabeça pra fora do carro e em uma road trip, de preferência. #sonho

Elas dizem muito sobre mim. Tem a música para ouvir domingo de manhã, tomando um café caprichado. Tem a música de sábado a noite, tomando uma cerveja com os amigos. Tem a música pra dançar sozinha, pra ir trabalhar, para ler no sofá em dias chuvosos.... todas tem algo de muito especial pra mim, meio que sem explicação, então não vou ter muito pra falar sobre cada uma, mas resolvi fazer essa lista mesmo assim. Estão sem ordem específica, então conforme elas vão aparecendo não quer dizer que gosto mais ou menos delas em relação às outras. Então vai:

Sobre minha primeira cachoeira

15.11.15


Já conheci gente que não liga de viajar. Gosta de ir à praia algumas vezes por ano e talvez conhecer um país "exótico" como Japão uma vez na vida e tá bom. Eu gostaria de ser assim, um pouco. Viajar cansa fisicamente, mentalmente e financeiramente. Mas é também a mais grandiosa e maravilhosa experiência que uma pessoa pode ter. O problema é que viajar vicia e é uma das únicas coisas que me deixa essencialmente feliz, completa e realizada.

Eu gostaria de viajar bem mais do que eu viajo hoje. Minha última viagem foi em 2012, para meu desespero. Em 2016 esse é um dos meus principais objetivos, se não endoideço, juro. Mas há apenas algumas horas percebi que resolver esse vazio que falta de viagem me causa não precisa envolver horas de voo, ter que me comunicar em outro idioma, fazer check-in em hostel, etc. Pode ser mais fácil do que eu imagino!

Últimos livros lidos #1

12.11.15

O Iluminado (livro + filme) ★★★☆☆


Jack Torrence é um professor pai de família que perde seu emprego em uma escola depois de ter um acesso de raiva e bater em um aluno. Com a necessidade de um emprego para manter mulher e filho, aceita ser zelador no período de inverno do hotel Overlook. Então ele viaja com a família para um lugar que fica totalmente isolado pela neve, durante 5 meses, e o único contato com o mundo exterior é um rádio (lembrando que a história se passa na década de 70, se não me engano. Sem computador/ipad/celular). Nesse período o hotel fica fechado, e Jack precisa se preocupar apenas na manutenção do hotel e em terminar, finalmente, uma peça que estava escrevendo, porém coisas estranhas começam a acontecer.

Eu não lembrava quase nada do filme. Lembrava só das cenas mais famosas, que viraram gifs e circulam pelo Facebook e o Tumblr. Isso foi ótimo, pois a maior parte da história foi uma novidade pra mim. O livro é muito bom! O hotel tem toda uma história de terror que é desenvolvida no livro que, claro, ficou de fora do filme.

No livro também tem uma outra característica interessante: o hotel é um dos personagens dessa história. Há "falas" no livro que são sinalizados com itálico. Essas falas instigam os personagens a falarem e se comportarem de formas estranham, o que me faz crer que é o hotel que está influenciando o comportamento deles ativamente. Achei uma sacada super interessante do Stephen King. Outra coisa que eu não lembrava era que o "iluminado" é, na verdade, o garoto, filho de Jack, Danny. Ele é sensitivo, (pre)vê coisas, e tem seu amigo imaginário Tonny.

O final do filme e o livro são diferentes, e eu tendo a gostar mais do filme nesse sentido. É bem mais real, enquanto o livro pende quase para o fantástico.


O Escafandro e a borboleta ★★★★☆


Esse livro foi escrito Jean-Dominique Bauby em condições bem peculiares. Durante um dia normal, quando ia buscar o filho na casa da ex-mulher para ir ao teatro, Jean-Dominique, um bon vivant bem sucedido (jornalista e editor da ELLE francesa) sofre um acidente vascular cerebral e sobrevive. Porém, sobrevive em condições angustiantes. Depois de algum tempo em coma ele acorda com síndrome do encarceramento (ou locked-in syndrome), ou seja, com o corpo inteiro paralisado, porém o cérebro funciona perfeitamente. A única coisa que ele conseguia mexer (além da cabeça, que ele conseguia virar alguns graus) era o olho direito.

O livro é meio um livro de memórias, que ele fala um pouco da vida dele antes do AVC, suas viagens, mulheres, experiências gastronômicas, etc. Também conta como é a rotina dele dentro do hospital. Depois do acidente, ele se comunica apenas com piscadas. Uma pra sim, duas pra não. Além de usarem um mural com as letras do alfabeto para criar as frases. Uma pessoa vai falando cada letra e quando chegar na letra da palavra a ser usada, ele pisca. Foi assim que ele escreveu o livro. Sim, ele escreveu o livro letra-por-letra, digitado por outra pessoa, claro.

Gente, que livro lindo. Ele compara a condição que ele está vivendo como se estivesse dentro de um escafandro, e como se a única conexão que ele tem com o mundo exterior é o olho esquerdo, ou seja, a borboleta. Por ser jornalista, ele tem uma escrita bonita, quase poética, e a leitura é tão fluida e angustiante. Recomendo muito!


É isso, gente. O que vocês andam lendo de bom? Acho que em dezembro vou fazer uma maratona. Se rolar mesmo volto pra contar tudo. :)


Últimos filmes assistidos #1

28.10.15

Chef ★★★☆☆


Um chef de cozinha, que se sente frustrado e acomodado após trabalhar anos em um restaurante tradicional, vê sua vida ficar ainda mais difícil após surtar com um crítico gastronômico e ser mandado embora. Nessa situação difícil onde já não era mais feliz no trabalho e na relação superficial que mantém com o filho, Carl Casper vai atrás de um empreendimento que nem ele tinha ideia que daria tão certo: um food truck de comida cubana.

O filme é uma delícia. Bem comercial, então não tem uma fotografia artística nem um roteiro inovador, mas cumpre seu papel como entretenimento, e dá fome ver tanta comida bonita (apenas da quantidade obscena de carne me incomodar um pouco).

Que horas ela volta? ★★★★★


Val vai para São Paulo tentar uma vida melhor, mas deixa sua filha em Recife. Não vê o tempo passar e quando se dá conta está há 10 anos sem vê-la, mas um dia Jéssica decide ir pra São Paulo para prestar vestibular seguir seus próprios sonhos. Esse reencontro faz com que Val veja, nessa oportunidade, uma chance de começar de novo. E, gente, QUE FILME! 

Fui ver esse filme no cinema, sozinha, no dia do meu aniversário. Quando acabou, eu tive que ficar sentada alguns minutos, me recompondo. Agradeci muito por ter apenas 10 pessoas na sala, ninguém na minha fileira, assim eu pude chorar copiosamente sem ninguém pra me julgar. E nunca achei que fosse falar isso, mas Regina Casé lacrou!!!!!!

Divertida Mente ★★★☆☆



Essa animação da Disney com a Pixar conta como funciona, de uma forma bem lúdica, a mente de uma adolescente. Riley tem a vida praticamente perfeita. Amigos sinceros, esporte, pais presentes e acolhedores, cidade que gosta. Mas uma mudança de cidade faz com que ela entre em conflito com os pais e abra mão de tudo que é confortável na sua vida. Nesse longa, os personagens principais são os sentimentos: Alegria, Tristeza, Raiva, Nojinho e Medo.

O filme é delicioso... não sei até que ponto a forma que funcionava a mente da Riley tem relação com a verdade, mas o mundo que foi criado dentro da mente dela é muito interessante.



Gente, ando bem eclética, né?! Isso é bom. :)

Também estou feliz porque voltei a assistir mais filmes, depois de uma fase "negra" em que só assista seriados (basicamente Narcos e American Horro Story) e nada mais. Seriados são amor, mas quando eles começam a roubar o tempo de filmes vejo ai uma problemática. rs Enfim, espero continuar no ritmo. E vocês, o que andam assistindo?

Três novidades pra vocês:

4.10.15
1. Há algumas semanas mudamos de apartamento. Depois daquela fase caótica (não se enganem, ainda tem caixas na minha sala), agora as coisas começam a tomar seus lugares e o espaço fica com cara de casa. A vitória dessa empreitada toda foi, finalmente, ter um estúdio para chamar de meu (e fazer muita bagunça).





2. Sendo assim, eu agora tenho espaço pra manter um pequeno estoque das minhas coisas e finalmente reabrir a loja, depois de dois anos da primeira tentativa. :) 
Estou passando por uma fase muito, muito produtiva (que vocês podem acompanhar pelo meu instagram: @brunnamancuso e meu snapchat: @ohsensation) e estou colocando a venda tudo o que eu puder por motivos de: levantar fundos para uma viagem que vai acontecer ano que vem! Yay!

(clique para ir pra loja)

3. Por fim, a última novidade é que, pelo menos por enquanto, o Dobro da Metade não existe mais. Dentro tudo isso que eu contei que está acontecendo, senti que o blog (por mais que eu gostasse muito) estava se tornando muito mais um fardo do que algo que me divertia. Ter prazos para ler os livros e manter as resenhas atualizadas, no meio de toda a rotina, era complicado. :/ 
Enfim, continuo lendo e vendo filmes sempre e quando achar me tenho algo interessante pra dizer, venho falar aqui.

E é isso. :)

xoxo

Meu primeiro gorro.

1.6.15
Depois de mais um ano de espera, o Dayan finalmente recebeu seu gorro em tricô. A finalização dele não ficou a melhor e a ponta ficou em um formato estranho (teve que rolar uma gambiarra, rs), mas finalmente eu acabei!!!!!!!!! Apesar das falhas o ponto ficou super bom, e eu consegui fazer tudo praticamente sozinha – claro que a sogra ajudou. :D


Eu já comecei outro projeto: uma capa para o meu Kindle novo. Está ainda na metade do caminho, mas esse é mais tranquilo de fazer, já que não tem a diminuição.. é apenas um retângulo. A parte legal é que eu estou fazendo alguma peça em duas cores pela primeira vez!


No mais, a vida tá corrida, tá difícil parar pra fazer tricô, mas no final do mês eu tenho uma novidade incrível pra contar (o motivo pelo qual estou fazendo jornada dupla)! Além, é claro, do meu mais novo projeto incrível junto com uma amiga muito querida! Volto em outro post pra contar! :)


Murais Brewdog Bar « SP

31.3.15
Gente, a pergunta que eu fiz nesse último post surtiu efeito e eu consegui mais um espacinho na parede pra brincar. :D

Dessa vez foi um final de semana pintando dois murais no Brewdog Bar, durante o Beer Weekend de março (feira gastronômica que rola todo mês com várias barraquinhas de comidas gostosas da região). Aproveitei e montei minha barraquinha também, onde vendi meus prints!







Ainda tenho muitos dos prints, então se alguém tem interesse (e enquanto não reabro minha loja virtual) me manda e-mail no ola@bmancuso.com.br. :)

Ah, e sobre o Sketchbook Project... bem........ depois de tudo o que aconteceu, ele ficou total e completamente abandonado. Sei que preciso continuar, mas agora tenho mais de dois meses pra correr atrás. Vamos ver se consigo. :/


quem quer me dar um espaço na parede?

15.2.15
E aí, pessoal, tudo bem? Primeiro post do ano, antes de mais nada quero desejar a todos um ano tão lindo quanto o meu já está sendo! :)

O blog anda parado há muito tempo, mas esse ano pretendo integrar todas as minhas redes sociais para usar como ferramenta para divulgar meu trabalho. Calma, vou explicar: esse ano tomei a difícil decisão de investir minha carreira em ilustração, e isso significa divulgar tudo o que eu faço em tudo quanto é lugar! #jabá

Todo mundo sabe que a vida de ilustrador é mais difícil que a de designer (profissão que exercia há quase 10 anos), mas eu sinto que se eu não investir nisso agora vou me arrepender em um futuro muito próximo. Como ser uma pessoa velha e amarga não está nos meus planos, resolvi abrir mão de algumas coisas, dar alguns passos pra trás, respirar fundo e me jogar nessa acreditando que tudo o que é feito com amor é reconhecido e torcendo pr'as pessoas pagarem pelos meus desenhos.

Enfim *respira*.... Comecei 2015 com alguns projetos em mente, e dois deles já estão em andamento. Os dois começaram praticamente on hold, pois estou de corpo e alma no Curso Abril de Jornalismo até 11 de março, mas pretendo atualizar o blog com mais frequência (nem sei mais há quantos anos venho falando isso) com foco no meu trabalho e nas minhas experiências profissionais.

Esses são os projetos que estou realizando:

#1 Pintar murais

Quem tem amigos tem tudo, e um querido amigo me convidou para pintar um mural em seu restaurante. Foi uma das experiências mais incríveis ver um desenho meu com quase 4 metros de altura. Isso despertou uma paixão grande em mim, e agora estou com outro mural em andamento (será realizado em março) e em busca de novos espaços para pintar. Só chamar, galera. :)







#2 Sketchbook project

Esse ano o Dayan me desafiou a fazer um desenho por dia. Apesar de começar com alguns dias de atraso, tudo estava indo muito bem quando o CAJ começou. Desde o dia 26 de janeiro não consigo fazer nada e isso tem me dado um pouco de desespero. Será que vou ter algum trabalho a ser feito quando o curso acabar?! rs Na minha fanpage vou fazer alguns relacionados a cada mês com os spreads pra ficar arquivado.







Bem, gente... gostaria de saber de vocês, poucos queridos que me acompanham por aqui. Vocês se interessariam em ver mais trabalhos meus? Apesar de trabalhar com ilustração há 3 anos, essa coisa de auto-promoção é muito complicada e difícil pra mim, então acho que o blog vai ser um bom canal pra treinar. :)

Quem gosta das ilustras pode me acompanhar na fanpage, no Dribbble e no Behance. Estou pensando em fazer um Tumblr só pras ilustras, em breve posto aqui. Ah, e meu portfolio tá novo em folha. :)

Vejo vocês em breve!