não existe amor em SP;

10.8.12
eu falo:
quero uma vida tranquila.


você entende:
onde andar na rua e não temer ser atropelado (por outros) é normal.
onde as pessoas leem poesia e sabem qual a fruta da estação.
onde cafés-concertos ainda existam.
onde dê para ir ao cinema a pé num fim de tarde.
no outono as ruas fiquem repletas de folhas secas.
os legumes são frescos.
o vizinho ouve boas músicas.
os amigos conversariam sobre livros & artes, e não sobre faustão.
as pessoas assistissem shows deitadas na grama, fazendo pic-nic.
onde haveria exibições de filmes antigos em grandes telões e festas nas coberturas dos prédios aconteceriam em dias de verão, no pôr-do-sol.
onde queijos e vinhos seriam bem mais baratos.
onde as pessoas teriam prazer em cozinhar rodeada de amigos.
onde fazer road trips faz parte da rotina.
onde a praia seria logo alí... e berlin.... e londres... e parís... a grécia, roma, dublin, copenhagen, barcelona, lisboa, viena, budapeste, bruxelas, estocolmo, oslo, marrocos, bruges....


é.


eu saio de firenze.
mas firenze nunca saiu de mim.

eu tenho sorte... muita sorte!

7.8.12


homens da minha vida...